Cães d´Avenida

Tudo o que precisa de saber sobre a Maratona do Porto

Carlos Braga, corredor e membro da Associação Desportiva Cães D’Avenida (ADCA), garante que “esta corrida tem tudo para ser uma das melhores maratonas da Europa, pela beleza do Porto e também pelo próprio percurso”. Carlos Braga participou em todas as edições anteriores da Maratona do Porto e explica que a prova tem “um percurso acessível, com poucas subidas” e, normalmente, “o tempo também é muito favorável”. Criada em 2011, a ADCA reúne “um grupo de amigos que gosta de correr e que procura passar uma mensagem sobre os benefícios da corrida para a saúde”.

Quem vai correr os 42 195 metros da prova já começou os seus treinos de preparação, muito provavelmente, há várias semanas. Mas se ainda está a dar os primeiros passos na corrida e está inscrito pela primeira vez na prova – ou vai participar na Family Race (15 quilómetros) ou na Fun Race (uma mini-caminhada de 6 quilómetros – há alguns cuidados que deve ter a preparar esta corrida.

Segundo o Personal Trainer de corrida Tiago Miguel Silva “esta é uma prova longa” pelo que é necessário adaptar a preparação a estas condições. De acordo com este especialista, nas semanas que antecedem a prova, o corredor deve fazer o dobro ou mesmo quase o triplo da distância que vai fazer nas semanas que a antecedem com exceção da última semana, “que é uma semana de relaxamento e descontração muscular, para não chegar ao dia da prova cansado”. Nesta semana, não corra mais do que um total de 20 a 30 km. Ou seja, daqui até domingo, a ordem é para poupar as pernas.

Conselho semelhante vem de Carlos Braga, que sublinha a importância de “haver uma redução gradual da carga de treino até ao dia da corrida, para que haja uma preparação adequada”. “Depois há que ter cuidados com a alimentação e hidratar-se bem nos dias antes da corrida”, defende o corredor, frisando que “o mais importante de tudo é o descanso: dormir bem é vital para ter um bom desempenho”.

Mas uma boa performance na prova não se resume apenas à boa preparação física. Há que preparar o percurso e antecipar as dificuldades da corrida. “É preciso haver um reconhecimento prévio percurso, para preparar a abordagem e não ser apanhado de surpresa por subidas. Não conhecer bem o percurso pode ser a diferença entre terminar ou não a prova”, explica Carlos Braga.

JOÃO CRISTÓVÃO BAPTISTA

Fonte /Artigo completo:  https://www.gaiashopping.pt/lifestyle/articles/tudo-o-que-precisa-de-saber-sobre-a-maratona-do-porto-2/